Excepcionalmente, servidores públicos temporários podem ser equiparados a servidores efetivos, decide STF